Petróleo e gás

A exploração de petróleo e gás natural no Espírito Santo teve crescimento expressivo a partir dos anos 2000, com a descoberta de enormes reservas na camada pré-sal. Em 2006, a produção no território capixaba representava 3,6% do total nacional. Pouco mais de dez anos depois, essa participação subiu para 14,4%, fazendo com que o setor passasse a responder por 19% do PIB e por cerca de 30% do valor de transformação industrial no estado.

O Espírito Santo conta com uma reserva de 1,8 bilhão de barris de petróleo, distribuídos por 69 campos e 367 poços, que se ocupam das atividades on e offshore. É o terceiro maior estado produtor de óleo e gás do país, atrás apenas de Rio de Janeiro e São Paulo, e foi pioneiro na exploração da camada pré-sal. Se considerado apenas o petróleo, ocupa a segunda posição no ranking nacional, respondendo por 12% da produção brasileira.